FANDOM


Câmara de Cristal.jpg
Câmara de Cristal

Tipo de Missão:

Incursão

Chefes:

O Templário
Górgonas
Atheon, o Confluxo do Tempo

Dificuldades:

Nível 26
Nível 30

Recompensas:

Armaduras da Câmara de Cristal
Armas da Câmara de Cristal
Materiais Ascendentes

[Fonte]   [Discussão]

A Câmara de Cristal é uma incursão localizada na Depressão de Ishtar, em Vênus. Ela tem como principal inimigo os Vex e foi disponibilizada pela primeira vez em 16 de setembro de 2014.

Guia Editar

A Espira Editar

Existem três Placas de Sincronia que devem ser ativadas e protegidas simultaneamente. A melhor maneira de fazer isso é se dividirem em três grupos de dois membros cada, fazendo com que cada grupo ative e proteja uma placa. As placas podem ser ativadas ao ficar emcima do círculo por alguns segundos. Assim que a placa é ativada, os Guardiões não precisam ficar dentro dela, mas devem defende-lá dos Vex (apenas Pretorianos podem tomar controle das Placas de Sincronia, mas outros Vex também vão aparecer). Cada zona pode ver a outra, então é possível prover suporte para os outros grupos se eles estiverem com problemas. Por exemplo, se você perceber que algum de seus companheiros está em apuros, você pode ajuda-lo com uma rifles-de-precisão ou lança-foguetes, matando os Vex. A placa no topo perto da entrada é normalmente a mais fácil de se defender, então os membros que estiverem defendendo a mesma podem ajudar os outros sempre que possível. No entanto, um membro deve sempre ficar no topo. Pretorianos vão aparecer com escudos e tentar recuperar as placas de sincronia, eles devem ser impedidos de entrar nos círculos. Eles estarão acompanhados de outras unidades Vex, mas apenas os Pretorianos são de alguma ameaça.

Enquanto as três placas estão sendo protegidas pelos guardiões, uma espira vai se formar em uma plataforma no lado oposto a porta da câmara. Se uma placa de sincronia é retomada por um Pretoriano, ela vai reverter seu crescimento e se deteriorar até que a placa volte ao controle dos guardiões. Você pode saber se uma placa está sendo tomada por um Pretoriano quando ela começa a emanar um brilho vermelho. Caso isso acontecer, você deve matar o Pretoriano e recuperar a placa. Os guardiões devem mante-lás por dois minutos para que a espira se forme completamente.

Depois que a Espira se forma, um raio de luz é atirado dela, abrindo a Câmara de Cristal. Seu grupo pode então adentrar a câmara.

Confluxos Editar

Depois do primeiro baú, o grupo ira se encontrar em um precipício. Desce-lo irá fazer aparecer O Templário. Nesse momento, ele não pode receber dano. Haverá um Confluxo onde o time caí que deve ser defendido de hordas de Vex. Sua aparência é similar a espira que foi construída na primeira parte da incursão. Se quatro Vex se sacrificarem ao Confluxo, o grupo será morto.

Além dos Vex normais, inimigos especiais chamados Fanáticos aparecerão, distinguidos por sua aura verde. Quando um Fanático é morto, uma poça verde aparecerá no chão, e deve ser evitada até se dissipar. Andar na poça irá marcar o guardião com a Marca da Negação. O Templário ocasionalmente usará um ataque chamado "Ritual da Negação" que matará qualquer guardião marcado. Para se livar dessa marca, os guardiões afetados devem se purificar ao andar na fonte de luz no meio da sala.

Depois do Confluxo ser defendido por um tempo, ele desaparecerá. O Templário então irá invocar suas legiões, isso é anunciado com uma mensagem na tela. Isso irá fazer com que apareçam um grande número de Fanáticos e algumas Harpias. Você pode evitar lutar com eles ganhando terreno elevado. Após todos os inimigos serem mortos, ou após certo tempo se passar, dois novos confluxos aparecerão, um em cada lado da área. Novamente, eles devem ser defendidos dos Vex que se aproximam, sendo que quatro sacrifícios em qualquer confluxo irá ter o mesmo resultado que anteriormente.

Após os dois confluxos serem defendidos, O Templário irá invocar suas legiões novamente, então o ciclo se repete uma terceira vez com três confluxos em jogo. Depois de derrotar a terceira legião, poderá proceder para a próxima fase.

OráculosEditar

Depois de todos os confluxos terem sido defendidos, o time receberá o objetivo "Destrua os Oráculos". Durante essa fase, O Templário irá invocar hordas de Oráculos, que se assemelham a orbs de luz amarela. Existem sete locais nos quais eles podem aparecer: três no lado esquerdo, três no lado direito, e um no centro. Eles não podem se mover ou atacar diretamente o jogador. Oráculos fazem um barulho distinguível quando aparecem; cada lugar pode ser identificado por seu tom característico, mostrado no começo da fase.

  • C: Centro da fase, oposto à fonte purificadora ("centro")
  • D: Lado esquerdo do mapa, no topo de escadas atrás do confluxo esquerdo ("esquerda frontal")
  • E: À direita do oráculo do centro ("direita frontal")
  • F: Lado esquerdo do confluxo esquerdo pequeno canto da parede ("esquerda")
  • G: Canto direito traseiro da área do confluxo direito ("direita")
  • A: Esquerda da plataforma do Templário ("esquerda traseira")
  • B: Direita da plataforma do Templário ("direita traseira")

Eles terão suporte de outras unidades Vex e Hobgoblins que irão aparecer nas plataformas ao redor da área. Assim que os Oráculos aparecerem, os jogadores devem matá-los rapidamente dentro de 10-15 segundos. Se algum Oráculo sobreviver por tempo demais, todos os jogadores vivos serão vítimas da Marca da Negação e deverão se purificar para não serem mortos pelo ritual do Templário. Quando sete hordas forem derrotadas, a próxima fase começará.

O Templário Editar

A relíquia irá aparecer no meio da sala. Um guardião pode pega-lá, recebendo uma arma de escudo enquanto for segurada. Enquanto segura a relíquia, o jogador só terá acesso à ataques corpo-a-corpo, tendo três tipos do mesmo.

Quando a relíquia é pega, o Templário irá aparecer. Ele atira mísseis e possui um ataque corpo-a-corpo poderoso. Ele também possui um escudo que é imune à todos os ataques convencionais.

Para remover o escudo, o ataque especial da relíquia deve ser usada, atirando um projétil similar à um lança-foguetes. Enquanto segura a relíquia, a barra de ataque especial do jogador irá se preencher rapidamente, sendo sua velocidade aumentada ainda mais ao matar Harpias, que aparecem frequentemente. Outra dica para quem está com a relíquia é manter seu nível de intelecto o mais alto possível para que sua barra de ataque especial se recarregue rápido. Quando o escudo é derrubado, alguns guardiões vão ser aleatoriamente cercados por um globo vermelho que desabilita o movimento e bloqueia os tiros. O globo deve ser destruído com ataques de curta distância para libertar o Guardião. Se o guardião deixa o globo sem destruí-lo, ele será morto em questão de segundos. É recomendado não se mover quando o globo aparecer para evitar mortes.

Quando o escudo é removido, O Templário começará a se teleportar; se ele tiver sucesso, ele recuperará seu escudo. O lugar para o qual ele se teleportará é marcado com um anel. Se o guardião fica em cima desse anel por alguns segundos o teleporte é cancelado, aumentando o tempo no qual O Templário é vulnerável mas fazendo aparecer um Minotauro.

Aquele que segura a relíquia deve se concentrar nos inimigos adicionais, já que os matar dará energia bônus para o ataque especial. Oráculos também vão aparecer durante a luta. Não matá-los a tampo resultará neles marcando os guardiões. Para se purificar, aquele que segura a relíquia será dado um escudo especial que substitui sua granada. Essa barreira de escudo purifica todos os guardiões dentro dela e bloqueia todos os ataques, mas não impede os tiros dos guardiões. A melhor estratégia é ficar perto daquele que tem a relíquia quando marcados. Quando a barreira é usada, o jogador deve esperar um tempo para usa-lá novamente. A duração do tempo de espera depende de quanto tempo ela durou da última vez que foi usada.

Se O Templário não for morto dentro de oito minutos, ele se tornará Furioso. Enquanto Furioso, a taxa de aparecimento dos inimigos aumenta, e minotauros aparecerão constantemente. O Templário também usará o Ritual de Negação mais frequentemente.

Assim que O Templário é morto, o grupo receberá recompensas automaticamente. Além disso, há um baú em um buraco pequeno na parede do lado esquerdo da sala, perto de onde o Confluxo esquerdo aparece. Também há um túnel na sala, que, se pego, te dá uma rota alternativa para o baú esquerdo no Labirinto da Górgona. Essa rota também te leva uma plataforma de baú misterioso acessível apenas por essa rota. Esse baú só estará disponível se O Templário não se teleportou nenhuma vez durante a batalha.

O Labirinto da Górgona Editar

O grupo deve passar por um labirinto cheio de Górgonas (que se parecem com Harpias brancas brilhantes) sem serem detectados. Se qualquer membro for visto, todos serão mortos e devem começar o labirinto novamente. É possível matar uma górgona, mas elas possuem um temporizador de imunidade quando uma avista um jogador, que aumenta se outras forem mortas, podendo chegar à até quatro segundos.

Existem dois baús nesse labirinto: o primeiro está à esquerda depois que você chegar no final dele. Você terá que escalar uma pequena parte da parede e entrar em um curto túnel. Se você pegou o túnel na área do Templário, não terá de fazer isso. O segundo báu pode ser achado procurando pela parede direita do labirinto.

Plataformas que Desaparecem Editar

Depois de passar pelas Górgonas e localizar a saída oculta, o grupo encontrará um grande canyon no qual plataformas de rocha flutuantes aparecerão e desaparecerão numa ordem específica. O grupo deve passar por essa área para progredir à área final.

  • Agilidade afeta à altura do pulo. Ajuste sua subclasse para maximizar a agilidade.
  • Guardiões podem atravessar uma série de plataformas do lado direito do cânion e planar até o outro lado.
  • Caçadores com a subclasse Dançarino Lacerante podem usar a Lâmina de Arco para atravessar o cânion sem usar plataformas.
  • Titãs com a subclasse Combatente podem usar a para ganhar distância.

Existem uma rota alternativa onde as plataformas não aparecem em uma ordem confusa. Para chegar lá, se a próxima da borda do começo da área e pule na caverna que está na esquerda e proceda. A primeira plataforma aparece quase diretamente embaixo da borda do final da mesma.

O Trono de Cristal Editar

A área final é a sala na qual o Guardião do Portão e uma horda de Hobgoblins e Goblins se encontram. Limpe a sala de todos os inimigos. Existem dois portais, com Placas de Sincronia correspondentes. Depois de matar o Guardião do Portão, as Placas de Sincronia se ativam e podem ser usadas para abrir os portais.

Um grupo de Guardiões deve entrar em um dos portais enquanto os membros remanescentes ficam de fora. O grupo que fica para trás deve defender a placa de sincronia dos Vex. Se um Pretoriano reganha controle da placa e fecha o portal, um oráculo irá aparecer perto do portal. Se o oráculo não é destruído, o grupo de guardiões protegendo a placa morrerá. Isso deixa o grupo dentro do portal "perdido para sempre nos cantos escuros do tempo", os matando. O grupo que entra no portal precisa recuperar uma relíquia (que funciona da mesma maneira da anterior) que aparece após a morte de um Guardião do Portão. Assim que ele é morto, os membros do grupo precisarão ser purificados, pois receberão "Marcado pelo Void". A marca desaparece quando deixam o portal. Assim que a relíquia é recuperada, o grupo deve sair do portal.

Assim que você matar o primeiro Guardião do Portão, um Confluxo irá aparecer no centro da área e também deve ser defendido. Minotauros irão aparecer constantemente e irão tentar se sacrificar, então faça co que alguém defenda o confluxo enquanto os outros procedem para o segundo portal.

O Guardião com a relíquia deve acompanhar pelo menos um jogador para dentro do segundo portal, deixando os outros do time para trás defendendo a placa de sincronia e o confluxo. O jogador com a relíquia deve manter a visão do time do portal limpa, já que eles constantemente receberão a Marca do Void. O resto do grupo deve matar um Guardião do Portão e seus servos, recuperando a segunda relíquia. Assim que a segunda relíquia é recuperada, o grupo deve sair do portal, purificando todos os membros marcados assim que retornam.

Quando de volta na sala, você deve matar o resto dos servos que aparecem para completar a fase 1. Após isso ser feito, as duas relíquias e o confluxo desaparecerão, recompensas serão ganhas.

Atheon, Confluxo do Tempo Editar

Brevemente depois de aparecer, Atheon irá "abrir a linha do tempo", teleportando três Guardiões aleatórios para uma das regiões do portal. Os Guardiões dentro do portal vão aparecer perto de uma relíquia, a qual um deles deve pegar. Sete Oráculos e inimigos no portal deverão ser mortos. O grupo inteiro receberá um modificador chamado "A Vingança do Tempo" que aumentará o dano feito contra Atheon e encherá a barra de especial.

Os Guardiões fora do portal devem ativar o portal do tempo para o qual os outros foram teleportados para libertá-los. Durante a fase do teleporte, variantes de Harpia chamados Suplicantes vão aparecer três de cada vez alternando entre direita e esquerda. Suplicantes são extremamente ágeis e irão explodir quando estiverem em contato com um guardião, resultando na morte do jogador na maioria das vezes.

Durante a "Vingança do Tempo", quando todos os Guardiões retornarem do portal, todo o dano deve ser concentrado em Atheon. O ataque especial da relíquia é muito forte contra Atheon e função escudo pode ser usada constantemente durante a duração do modificador, permitindo que o time se proteja e atire nele ao mesmo tempo. É recomendado que o grupo vá até a pequena plataforma flutuando entre os portais do tempo já que estarão fora do alcance de suplicantes. Se o jogador desejar usar lança-foguetes, eles devem sair da bolha. Caso contrário o foguete atingirá a bolha e detonará, resultando na morte do jogador.

Na dificuldade normal, sete minutos depois que Atheon aparece, um alerta irá aparecer indicando que o Enfurecimento está perto, e após oito minutos ele se tornará Furioso. Enquanto furioso, Atheon ataca mais frequentemente e invoca mais Suplicantes.

  • Time do Portal:

Uma pessoa nesse time deve ser designada para segurar o escudo e dizer em qual portal eles foram parar. Dentro do portal eles devem matar os inimigos.

Algumas vezes os jogadores não serão capazes de derrotar todos os servos antes de muitos oráculos aparecerem. Se isso acontecer, peça ajuda do time fora do portal, usando o especial da relíquia para matar um oráculo por uso.

Assim que tiverem matado todos os oráculos, devem sair do portal.

  • Time do Guardião do Portão:

Esse time deve prestar atenção no time do portal e abrir o portão no qual eles foram presos.

As principais tarefas do time são garantir que o portal seja aberto o mais rápido possível e matar qualquer suplicante perto do portal para garantir uma viajem de volta segura. Ficar em cima dos pilares impedirá os Suplicantes de ativar seu ataque explosivo, mas eles ainda podem atirar no jogador.

Quando os Suplicantes estiverem mortos e o portal aberto, eles devem voltar a atacar o chefe. Essa é uma corrida contra o tempo então cada acerto conta. Depois que ele se enfurecer, invocará muito mais Suplicantes.

  • Matando o Atheon (Estratégia Um):

O time inteiro deve se espalhar para maximizar o dano de diferentes direções, enquanto quem possui a relíquia usa o especial repetidamente. Essa estratégia maximiza o dano mas deixa o time exposto a mais ataques.

  • Matando o Atheon (Estratégia Dois):

Depois de sair do portal, aquele que está com a relíquia lidera a investida para a plataforma do meio na frente do chefe, e segura o botão da granada para produzir o escudo de purificação. Enquanto a Vingança do Tempo estiver ativa, todo o dano recebido será bloqueado enquanto todo dano infringido continua normal. Isso permite que o grupo ataque Atheon de forma segura enquanto um ou dois membros atacam Suplicantes.

Modo Difícil Editar

Além da adição do modificador Heróico, jogando a Câmara de Cristal no modo difícil você irá se deparar com as seguintes mudanças:

  • Reviver companheiros é impossível. Enquanto você estiver em uma Zona da Escuridão, você não conseguirá reviver companheiros mortos, e permanecerão assim até o próximo checkpoint. Arcos com Heliomante podem utilizar Resplendor para se reviver.
  • Dois Oráculos acompanham O Templário. Normalmente, apenas um Oráculo aparece antes do Templário começar o Ritual da Negação, já no modo difícil, são dois.
  • Mais Górgonas no Labirinto. Novas Górgonas são estacionárias e permanentes, observando pontos que antes eram seguros para passagem.
  • Atheon detém os Guardiões. Após abrir o confluxo do tempo, Atheon agora irá utilizar a detenção para prender os Guardiões que não foram teletransportados, como acontece no Templário.

Conseguindo Recompensas Editar

Pontos de Recompensa Editar

  • Após destruir todos os Oráculos.
  • Após derrotar O Templário.
  • Após completar o Trono de Cristal.
  • Após derrotar o Atheon.

Baús Editar

  • O primeiro está no Desafio de Kabr, após passar pela Espira.
  • O segundo está em uma passagem no lado esquerdo do Templário depois que é derrotado.
  • O terceiro só pode ser aberto caso você tenha derrotado o Templário sem que ele se teleporte, e fica em uma passagem no meio da queda até o Labirinto.
  • O quarto está logo na entrada do Labirinto das Górgonas, após a queda até lá, em uma grande sala circular.
  • O quinto está dentro do Labirinto dos Górgonas, pela direita, também em uma grande sala circular.

Caso você tenha completado a incursão no modo Difícil primeiro, sem ter completado no Normal, você poderá receber as recompensas do Normal fazendo ele depois, mas isso não se aplica na situação contrária.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória